Posts

#ABRAPS– Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável está promovendo o #ODS TALKS, evento on-line dedicado a importância dos #17ODS #ONU2030 para o desenvolvimento sustentável . Estou honrada pelo convite em participar do painel ” ESG pela Visão do Jurídico”, ao lado de experientes profissionais da área jurídica (A7) Luiz Carlos Aceti Junior .’.Fabiano Rangel e Luciana Figueras . Vamos conversar sobre #governançacorporativa#startupsdeimpacto#inovações e #investimentosdeimpacto . O evento ocorrerá hoje, dia 26/11, às 16:30 , e as inscrições podem ser feitas em #odstalks.org.br . Participem ! #founderinstitutesp #founderinstitute #startupsdeimpact #esg

Publicação realizada pelo IBGC em 16/07/2020 destaca o desenvolvimento das empresas brasileiras ante a aceleração dos processos tecnológicos em tempos de pandemia.

No setor da saúde, por exemplo,  o diretor de Transformação Digital na rede D’Or São Luiz, Ariel Dascal, que falou sobre os desafios e riscos corporativos neste período de crise.

Dascal apontou que um dos destaques do momento para o setor de saúde é o uso contínuo e positivo da telemedicina, substituindo grande parte das consultas físicas, uma vez que teve sua implementação acelerada por conta da pandemia, além de outros pontos relevantes como a cultura organizacional, educação e segurança digital e o quanto estes ganharam relevância nos últimos meses.

“Por conta do isolamento social, temos trabalhado muito a cultura corporativa e as questões psicológicas com os nossos colaboradores. A dinâmica de carreira de muitos deles, principalmente da área de tecnologia, também tem nos mostrado como essa nova modalidade de trabalho [a distância] pode ser um ativo de atração de talentos para as empresas”, afirmou.

FONTE: ibgc.org.br

Um dos setores mais impactados quando falamos em Inovações & Tecnologias é o RH das empresas por conta do trabalho remoto ou teletrabalho.

O Senado Federal em recente pesquisa com 5 mil brasileiros de 16 anos ou mais, registrou a percepção do trabalhador brasileiro em relação ao teletrabalho. Vejamos :

– 21 milhões de cidadãos já trabalharam ou trabalham de forma remota – sendo 14 milhões em razão da pandemia do coronavírus.

– 60% dos trabalhadores indicam que, quando iniciou o teletrabalho, a empresa não tinha essa modalidade de trabalho implantada.

– 19% dos trabalhadores remotos tiveram redução de salário ao iniciar o teletrabalho.

– 24% perderam algum benefício ou auxílio que era pago no trabalho presencial.

Por uma outra ótica, a partir dos números levantados pelo Senado Federal , no atual cenário do Teletrabalho será importantantíssimo para as empresas a observância dos impactos da Lei Geral de Proteção  de Dados ( LGDP) no setor de RH , quanto ao tratamento de dados de seus colaboradores , desde a fase de recrutamento e seleção até o seu desligamento .

Fique atento !

Os dados completos apontados pela pesquisa estão disponíveis no site do DataSenado. FONTE: senado.leg.br

© 2020 Mayra Motta Advogados Associados